Em Parceria

2018 – Atual | Arquitetura de fácies e estratigrafia de sequências de sistemas híbridos carbonáticos-siliciclásticos, Formação Caboclo, Mesoproterozóico, Chapada Diamantina-BA: O presente projeto tem como principal objetivo a reconstrução da arquitetura de fácies e da estruturação estratigráfica de sistemas híbridos carbonáticos-siliciclásticos, tendo como estudo de caso a Formação Caboclo, Mesoproterozoico da Chapada Diamantina-BA. Para alcançar estes objetivos será realizado o detalhamento sedimentológico e estratigráfico da Formação Caboclo, tendo como base; (1)a confecção de seções colunares complementadas com o levantamento de perfis de raios gama; (2)a elaboração de seções laterais de afloramentos chave; (3) a coleta de dados de paleocorrentes; (4) a elaboração de seções estratigráficas correlativas das diferentes seções colunares levantadas. Com base nisso, será possível a elaboração de modelos deposicionais qualitativos e semi-quantitativos de sistemas híbrido carbonático-siliciclásticos, identificando-se as litofácies, associações de fácies/ elementos arquiteturais, assim como a definição de um arcabouço estratigráfico de alta resolução de sucessões híbridas a partir da correlação de superfícies chave e tratos de sistemas deposicionais.

Coordenador: Claiton M. S. Scherer | UFRGS


2018 – Atual | Arquitetura de fácies e estratigrafia de alta resolução de sistemas eólicos costeiros: O presente projeto tem como principal objetivo a reconstrução da arquitetura de fácies e da estruturação estratigráfica de sistemas eólicos costeiros, tendo como estudo de caso as formações Juruá (Carbonífero da Bacia do Solimões) e Pedra de Fogo (Permiano da Bacia do Parnaíba). Para alcançar estes objetivos será realizado o detalhamento sedimentológico e estratigráfico, tendo como base: (1) confecção de seções colunares de poços testemunhados (Juruá); (2) confecção de seções colunares de afloramentos, complementadas com o levantamento de perfis de raios gama (Pedra de Fogo); (3) elaboração de seções laterais de afloramentos chave integrando fotomosaicos, GPR e Laser Scan (Pedra de Fogo); (4) análise diagenética (Juruá); (5) elaboração de seções estratigráficas correlativas. Com base nisso, será possível a elaboração de modelos deposicionais qualitativos e semi-quantitativos, identificando-se as litofácies e associações de fácies/ elementos arquiteturais, assim como a definição de um arcabouço estratigráfico de alta resolução de sistemas eólicos costeiros.

Coordenador: Claiton M. S. Scherer | UFRGS